Negocie aqui

Whatsapp Whatsapp E-mail E-mail Ligue Ligue 0800 721 6001 Negocie online Negocie online 2ª via de boletos 2ª via de boletos

Conheça as carreiras do mercado financeiro que estão em alta


Conheça as carreiras do mercado financeiro que estão em alta

O mercado de trabalho impõe desafios constantes e para superá-los sem perder espaço é necessário estar plenamente preparado. Além disso, focar em carreiras que estão em alta pode dar uma ajudinha na hora de encontrar aquela tão desejada ocupação e dessa forma progredir na área de atuação, inclusive no setor financeiro.

Pensando nisso, que tal conhecer as carreiras do mercado financeiro que mais chamam a atenção hoje em dia e que certamente manterão esse rótulo nos próximos anos? Nos tópicos abaixo separamos as profissões que recebem maior destaque entre quem obter sucesso.

Quais são as carreiras do momento no mercado financeiro?

Cada vez mais o mercado financeiro atrai profissionais com um amplo espectro das formações: da economia às ciências contábeis, passando pela engenheira e pela ciência da computação, graduados em diversas áreas conseguem espaço no setor. Por isso, mais do que profissões em si, abaixo vamos destacar os postos mais destacados nesse segmento de atuação.

Analista de investimentos

Nossa primeira carreira já é uma velha conhecida de quem tem um pouco mais de familiaridade com o mercado financeiro. Ainda assim, ela ainda tem uma alta demanda por profissionais cada vez mais capacitados. Como o próprio nome indica, o analista de investimentos faz avaliações para indicar aos seus clientes as melhores opções de aplicações financeiras.

Além disso, o analista financeiro pode mapear oportunidades de investimento em negócios dentro de determinado setor do mercado, a partir dos interesses e necessidades do cliente.

Os interessados nessa área precisam contam com alguns tipos de certificação, que variam de acordo com o ramo de atuação. A principal dessas certificações é o Certificado Nacional do Profissional de Investimento (CNPI).

Essa certificação se divide no segmento técnico, cuja atuação pode acontecer após a obtenção do CNPI-T, e no segmento fundamentalista, alcançado após o exame do CNPI. Em ambos os casos, é necessário passar pela prova inicial, chamada de Conteúdo Brasil. Quem progride por todas as etapas, pode atuar com o título de analista de investimentos sênior.

Agente autônomo de investimentos

Também conhecido como assessor de investimentos, esse profissional atua vinculado a uma corretora e a partir disso atua oferecendo aos seus clientes os produtos negociados pela empresa.

Com isso, é fundamental que ele domine com profundidade como funciona cada ativo financeiro disponível, incluindo na sua apresentação aos clientes os principais riscos, estimativa de rendimentos, entre outros aspectos que ajudem o investidor na escolha.

Porém, é sempre bom reforçar que de acordo com a regulamentação da Comissão de Valores Mobiliários (CVM), um agente autônomo deve ser limitar a apresentar cada tipo de investimento e nunca indicar ou recomendar. Uma aplicação. Isso evita conflitos de interesse.

Para atuar nesse posto é preciso ter a certificação de Agente Autônomo de Investimento (AAI) da ANCORD, a Associação Nacional das Corretoras e Distribuidoras de Títulos e Valores Mobiliários, Câmbio e Mercadorias.

Gestor de fundos

Um gestor de fundos tem como principal responsabilidade escolher e negociar os ativos que compõem a carteira de um fundo de investimento. Dessa forma, ele fica responsável pela gestão dos recursos investidos por quem adquiriu cada uma das cotas dos fundos.

Para obter sucesso nessas operações, normalmente o gestor coleta dados de uma equipe de analistas, que também o ajudam na administração de diferentes ordens de compra e venda de ativos.

O gestor de fundos precisa estar registrado na CVM e ter obtido uma certificação CGA, CGE ou CFG da ANBIMA, a Associação Brasileira das Entidades dos Mercados Financeiros e de Capitais.

Gestor de Compliance

Com o avanço incontornável da agenda ESG, questões envolvendo a governança das empresas se tornam prioridade na administração de qualquer negócio. Não por menos, o termo compliance ganha ainda mais destaque, fazendo dos gestores da área profissionais disputadíssimos.

A função desse profissional é garantir que todos os processos de uma empresa, incluindo nisso todas as transações financeiras, se deem dentro de parâmetros éticos e íntegros, sem haver dano a nenhuma das partes envolvidas.

Para isso, ele deve checar todas as regras tanto internas quanto externas, até mesmo para ter certeza de que nenhuma lei está sendo violada. Desse modo, o gestor de compliance reduz a chance de desvios.

Analista de crédito

Quando consideramos que as operações de crédito são uma das mais comuns do mercado, podemos vislumbrar o espaço a importância que o profissional desse posto ocupa.

Seu papel envolve avaliar informações sobre pessoas físicas ou jurídicas que procuram instituições financeiras para solicitar crédito. A partir dessa análise e com base numa série de padrões e normas da empresa, o analista consegue estimar qual o risco de fazer a concessão de crédito para aquele cliente e com isso reduzir as chances de inadimplência.

Analista contábil

Esse profissional atua dentro das empresas e tem como responsabilidade analisar a saúde financeira do negócio a partir da avaliação de todas as receitas, despesas, lucros ou mesmo prejuízos.

Outro papel desempenhado pelo analista contábil envolve garantir que todos os tributos estão sendo pago em dia, conforme indica a legislação fiscal e tributária na área de atuação da empresa.

O analista contábil deve estar registrado no Conselho Regional de Contabilidade (CRC) e responder às exigências do Conselho Nacional de Contabilidade (CNC), o que incluir a inscrição no Programa de Educação Profissional Continuidade (PEPC).

Como ter destaque no setor?

Ainda que a maioria dos postos tenha alta demanda, a concorrência não costuma ser sutil. Por isso, as exigências costumam ser bastante elevadas, desde a formação do profissional.

Como deu para perceber ao logo do texto, embora fundamental, nem sempre apenas a graduação é o suficiente. Por isso, considere sempre a necessidade de investir em certificações, de acordo com o cargo de seu interesse.

Além disso, jamais para de se aperfeiçoar e mantenha-se sempre atualizado com cursos e especializações. Ter um idioma estrangeiro na ponta da língua, de preferência o inglês, também ajuda na expansão de ofertas para quem quer se destacar no ramo.

Portanto, fica claro que as carreiras do mercado financeiro em alta hoje permitem que o profissional percorra vários caminhos em busca daquilo que o satisfaça profissionalmente, não apenas do ponto de vista financeiro. Mas não se esqueça de manter o foco e a disciplina para chegar ao objetivo estabelecido, certo?

Quer que seus amigos também leiam este conteúdo? Então que tal compartilhá-lo nas redes sociais agora mesmo?