Entenda mais sobre o coronavírus no Brasil e ações da Global para a prevenção

Desde que foi diagnosticado o primeiro paciente na província de Hubei, na cidade de Wuhan, na China, o coronavírus se tornou uma preocupação para a saúde mundial. Primeiro, pelo seu grande potencial de propagação; segundo, por ser extremamente nocivo para determinados tipos de pessoa.

Como o vírus atingiu a China e depois outros países, se propagando pelos continentes europeu e africano até chegar às Américas do Sul e do Norte, a OMS não viu outra maneira senão considerá-lo uma pandemia. Inclusive, já podemos encontrar diversos casos do coronavírus no Brasil.

Para esclarecer as principais dúvidas sobre esse vírus e suas consequências, desenvolvemos este texto, em que você vai entender mais sobre o coronavírus no país e o que a Global Estratégias Financeiras tem feito para auxiliar na prevenção. Confira!

O que é o coronavírus? 

O vírus COVID-19 vem de uma família viral com uma série de outros membros já conhecidos pela humanidade. Chamada de coronavírus — nome dado porque, o vírus quando é visto microscopicamente, ele tem um formato de coroa —, seus primeiro casos surgiram em 1937, mas ela ficou realmente conhecida por volta dos anos 1960. 

A principal característica dos vírus que compõem essa família está no fato de causarem infecções respiratórias tanto em animais quanto em humanos. Fazem parte desse grupo o SARS (SARS-CoV, ou Síndrome respiratória Aguda Grave), que apareceu de 2002 a 2004, e os mais comuns alpha coronavírus 229E, NL63 e betacoronavírus HKU1 e OC43, que têm uma taxa de periculosidade baixa.

O COVID-19 é uma nova espécie dessa família, descoberta em 31/12/19 na China. Assim como seus irmãos, provoca problemas respiratórios e pode levar à morte. 

Qual o período de incubação do coronavírus?

No primeiro estágio da doença, o vírus pode ficar incubado por 2 a 14 dias. É importante saber que, nessa fase, as pessoas estão assintomáticas, não apresentando nenhum sinal que estão doentes, porém, continuam sendo transmissoras do corona. 

Após esse período, o indivíduo já começa apresentar alguns incômodos relacionados à gripe, como febre intensa, tosse, espirro, dor no corpo e coriza.

Como o coronavírus é transmitido?

Em sua maioria, a transmissão do vírus acontece pelas vias respiratórias, através das gotículas que saem quando o indivíduo tosse ou espirra. Além disso, ele está presente na saliva e pode ser transmitido quando há contato pessoal, como toque e aperto de mão. 

As gotículas podem atingir uma distância de até um metro e meio, e o vírus consegue se alojar em superfícies. Se uma pessoa toca nesses espaços, pode acabar contaminada, principalmente se encostar nas regiões de seus olhos, boca ou nariz.

O coronavírus pode ter uma redução significativa de contágio em temperaturas entre 30 e 40 graus, mas é importante estar atento ao tipo de ambiente, umidade e se a superfície é orgânica ou não. 

Quais são os sintomas do coronavírus?

Inicialmente, os sintomas do coronavírus são bastante parecidos com os de uma gripe comum. Isso significa que o indivíduo apresenta quadro de febre, tosse e, em alguns casos, falta de ar. Caso a doença se agrave, pode progredir para uma pneumonia, síndrome respiratória aguda grave ou insuficiência renal.

Como prevenir-se contra o coronavírus?

Ações básicas de higiene podem ser bastante eficazes para evitar ser infectado pelo coronavírus. Entre elas:

  • lavar as mãos com água e sabonete por cerca de 20 segundos sempre que possível. Em caso de não ter essa possibilidade, utilizar soluções à base de álcool em gel 70%;
  • se as mãos não estão limpas, é importante evitar tocar olhos, boca ou nariz;
  • evite estar perto de pessoas que estão doentes e, caso esteja com os sintomas, procure isolar-se, ficando em quarentena;
  • ao tossir ou espirrar, cubra a boca ou o nariz com um lenço de papel e descarte depois. Caso não tenha, utilize a parte interna do cotovelo, em vez da mão;
  • limpe com álcool seus objetos ou superfícies que sofreram algum tipo de exposição ou que são tocados por você com frequência, como o celular.

Para finalizar, é importante saber que os idosos, pessoas com doenças respiratórias crônicas e com baixa imunidade, como diabéticos e indivíduos com câncer, se encontram no grupo de risco dessa doença. Nessas pessoas, os sintomas evoluem para um estado mais grave e, se não tratados, podem levar à morte.

Como a Global Soluções Financeiras está trabalhando contra a propagação do coronavírus? 

Desde a segunda semana de março, a Global Soluções Financeiras tem monitorado as informações a respeito do coronavírus, incluindo a propagação e seus impactos. Essa iniciativa visa encontrar soluções para lidar da melhor forma com esse surto, colocando a segurança dos colaboradores, clientes e fornecedores em primeiro lugar.

Com o objetivo de disseminar atitudes para diminuir o avanço dessa pandemia, tomamos algumas medidas. Além de disponibilizarmos este texto, com intuito de auxiliar você a saber mais informações sobre essa doença. Nos últimos dias, criamos um comitê com membros de vários setores da empresa para acompanhar e definir mais ações para combater o coronavírus.

Inicialmente nossas primeiras iniciativas foram ampliar o número de ferramentas para a higienização em nossos locais de trabalho, disponibilizando frascos de álcool em gel. Além de monitorar as viagens de nossos membros e intensificar a rotina de limpeza em áreas de grande circulação de pessoas.

Segundo as novas diretrizes dos órgãos competentes, implementamos o serviço de home office para os nossos colaboradores, garantindo toda a infraestrutura necessária para que eles possam exercer suas funções e garantir a segurança de informação para a recuperação de crédito de nossos clientes e outras atividades.

Ao longo deste texto, você acompanhou as principais informações sobre o coronavírus no Brasil, dados que vão desde o que é esse vírus e quais são os principais sintomas até como ele é transmitido. Reforçamos como medidas de higiene básicas são fundamentais para evitar sua propagação. Sendo assim, procure lavar as mãos com frequência e tampe a boca e o nariz na hora de espirrar e tossir.

Este texto foi útil para você? Então, não se esqueça de assinar a nossa newsletter e continue acompanhando os conteúdos que postamos!



Deixe uma resposta