Negocie aqui

Whatsapp Whatsapp E-mail E-mail Ligue Ligue 0800 721 6001 Negocie online Negocie online 2ª via de boletos 2ª via de boletos

Data Science no mercado financeiro: como ter uma gestão com base em dados?


Data Science no mercado financeiro: como ter uma gestão com base em dados?

Quando se trata de mercado financeiro, especialmente com relação à atuação das empresas, os dados conquistaram um espaço de protagonismo nas últimas décadas. Não é para menos: se bem processados, podem oferecer uma série de informações relevantes e fazer total diferença para as tomadas de decisão de um negócio.

No entanto, é preciso encontrar formas de lidar com eles, até porque, com a adoção do digital, a possibilidade de produção mais do que triplicou — segundo o IDC, até 2025, serão produzidos 175 zettabytes de dados. É nesse contexto que encontramos a Data Science.

Hoje, vamos mostrar para você a importância da Data Science no mercado financeiro, explicando do que se trata, as vantagens de utilizá-la e os aspectos necessários para uma gestão financeira baseada em dados. Confira!

O que é Data Science?

A Data Science não surgiu exatamente sozinha. Ela é um conceito atrelado ao Big Data e pode ser considerada uma forma de gerenciar os dados, extraindo-os e interpretando-os de maneira a transformá-los em informações relevantes. O seu uso é muito comum em empresas, tanto para conseguir melhorar seus processos como para disponibilizar essa solução para outras companhias.

Como a Data Science se aplica ao mercado financeiro?

A primeira coisa que é preciso entender sobre os dados é que eles são um recurso infinito. Isto é, estão sempre sendo produzidos, mesmo em um estado completamente bruto. Como já mencionamos, hoje, eles desempenham papel principal para a maioria das empresas.

No Brasil, por exemplo, eles funcionam como um norte para as tomadas de decisão e fazem toda a diferença para o sucesso do negócio. A maioria dos unicórnios, como Nubank e Creditas, utiliza estratégias e ferramentas baseadas em Data Science para conseguir atuar no mercado financeiro.

Muitas dessas empresas trabalham com um volume estrondoso de dados, tentando encontrar as melhores formas de entender o mercado e, principalmente, de garantir soluções que estejam alinhadas aos clientes. Assim, seja por meio de armazenamento, processamento ou interpretação de dados, elas conseguem obter mais lucros e longevidade.

Quais são as vantagens da Data Science no mercado financeiro?

Atualmente, é impossível conseguir bons resultados sem investir de alguma forma na administração de dados. Só por isso, já podemos considerar essa ferramenta uma escolha fundamental, mas, além disso, o uso de Data Science no mercado financeiro apresenta outras vantagens. Vamos conhecê-las a seguir!

Possibilita melhor percepção do negócio

Uma das informações mais valiosas que uma empresa pode obter é saber se suas iniciativas e processos estão realmente trazendo resultados, principalmente a longo prazo. Qual é a melhor forma de fazer isso senão por meio de informações baseadas em situações reais?

Justamente por ter a capacidade de capturar, processar e analisar uma quantidade gigante de dados, a Data Science consegue oferecer uma visão clara do negócio, especialmente de como as iniciativas afetam a empresa.

Aumenta a produtividade

Outra parte benéfica do uso de dados pela Data Science é que ela facilita a identificação do que está ou não funcionando e de quais são as iniciativas que devem ser eliminadas ou aperfeiçoadas. Isso traz para a empresa a possibilidade de investir recursos e pensar em estratégias que funcionem, tornando-a mais produtiva.

Reduz os custos

Nesse caminho de conseguir eliminar iniciativas que não trazem resultados, a empresa entra em um processo de parar de desperdiçar recursos. Além disso, com o monitoramento das contas do negócio, das movimentações financeiras e a geração de relatórios a partir desses dados, é possível ter uma visão bastante clara de como os recursos são utilizados e pensar em estratégias para diminuir os gastos.

Evita as falhas

Uma das grandes vantagens do uso de Data Science no mercado financeiro é o fato de ser possível prever movimentos e situações com maior precisão. Nesse sentido, as ferramentas de monitoramento dos processos funcionam como aliadas para detectar qualquer possibilidade de falha. Com isso, a gestão pode tomar medidas para evitar que o pior aconteça, como treinamentos, contratação de novos funcionários, manutenção dos equipamentos, entre outros.

O que é necessário para ter uma gestão financeira baseada em dados?

Antes dos dados dominarem as decisões do mercado, muitas das escolhas estratégicas eram mais baseadas em insights ou suposições. Apesar de essas ações terem trazido bons resultados, era como atirar no escuro. Às vezes, poderia dar muito certo, em outras, fazer a empresa cometer grandes erros.

Então, com o avanço da Data Science no mercado financeiro, muitos perceberam o quanto era importante ter informações em que se basear. Mas qual é a melhor maneira de implementar uma gestão voltada aos dados? Vamos ver algumas dicas a seguir!

Determine os objetivos

Como em qualquer iniciativa baseada em mais de uma etapa, é necessário determinar um objetivo. Afinal, a quantidade de dados é muito grande, são centenas, muitos que estão em situação bruta e que, se não forem direcionados, não servem para nada. Por isso, a primeira dica é delimitar qual é a intenção com o processamento de dados.

Analise o perfil dos clientes

Como segunda etapa, é interessante avaliar qual é o perfil de seus consumidores. Isso fará parte do processamento de dados e pode ajudar muito a definir o que realmente se quer capturar e transformar em informação para a tomada de decisão.

Faça um planejamento

Com o objetivo definido e conhecendo os seus clientes, agora é a hora de planejar estratégias para conseguir cumprir as metas estabelecidas. Sempre procure basear qualquer decisão nos dados capturados para ter mais segurança.

Atualize os dados

À medida que a estratégia avançar, é importante entender que alguns dados têm data de validade. Mudanças acontecem, inclusive comportamentais, e é muito importante que a empresa continue a capturar e monitorar essas transformações e a atualizar a sua base de dados.

Use ferramentas

Por fim, aconselhamos o uso de ferramentas de gerenciamento de dados. São sugestões softwares de ERP que possam não só ajudar a capturar e monitorar os dados, mas que também sejam capazes de auxiliar no momento de análise, fornecendo relatórios e gráficos para que a gestão tenha uma visão adequada do que acontece.

Hoje, falamos da importância da Data Science no mercado financeiro, especialmente para ajudar as empresas na sua tomada de decisão e no desenvolvimento de estratégias voltadas para os seus clientes.

Quer continuar aprendendo sobre o uso de dados? Então, acesse agora o nosso texto sobre softwares de gestão financeira!