Governança corporativa nas empresas? Veja por que é necessária!

Administrar um negócio consiste em não só pensar em quais são os melhores processos para trazer mais lucros, mas, também, é alinhar os diversos interesses que compõem a empresa. Quando falamos “interesses”, estamos nos referindo a todos os grupos que fazem parte do alto escalão e que são responsáveis pela tomada de decisões: gestores, sócios, acionistas etc.

À medida que o negócio se expande, é comum que seja necessária uma melhor harmonia entre esses diferentes grupos, até porque isso é fundamental tanto para os investimentos, quanto para a produção saudável. Nesse ponto, soluções como a governança corporativa podem ser a chave para lidar com os principais conflitos e auxiliar a focar nos objetivos.

Para entender melhor como a governança é importante, aqui, vamos falar sobre os seus benefícios para uma empresa. Continue!

Por que a governança corporativa é necessária para as empresas?

Para falar de sua a importância, precisamos explicar o que ela é. A governança corporativa é um processo de gestão que auxilia para que os comportamentos e ações da empresa estejam alinhadas com regras e normas estabelecidas.

Mais que isso, é uma entidade dentro do negócio que é responsável por garantir que as decisões estejam de acordo com os interesses de todos que pertencem à sua estrutura.

Como explicamos no início do texto, não é incomum que, conforme a empresa vai crescendo e mais pessoas participam da gestão, ocorra o conflito de interesses. A governança é a encarregada de organizar esses desejos de maneira que todos estejam alinhados e que as tomadas de decisão atendam às necessidades de todos.

Ela traz importantes benefícios que falaremos a seguir, porém, o que podemos destacar é que em termo de importância, é capaz de ajudar a companhia a se posicionar e melhorar a imagem no mercado.

Também, ela auxilia na execução e planejamento de ações, promove mais organização, ajuda no controle e no cumprimento de regras e melhora o desempenho nos processos, já que descentraliza as escolhas.

Quais são os seus princípios?

A governança corporativa não está só relacionada ao controle, como dito anteriormente, ela é responsável pela harmonização dos diferentes setores. Ela precisa garantir que todos conversem e estejam alinhados. Mas não só isso; ela também tem alguns princípios que são fundamentais para o negócio. Vamos saber mais a seguir!

Equidade

É uma das missões da governança corporativa garantir que tanto os sócios quanto os gestores estejam ajustados. É preciso que exista uma política antidiscriminação para o tratamento de ambos, de forma que os pontos de vistas e peso na tomada de decisões sejam respeitados.

Transparência

Quanto mais setores uma empresa tiver, pode ser mais difícil saber e entender o que está ocorrendo em cada um. Alguns processos passam despercebidos e até são omitidos durante algum período. Entretanto, como princípio da governança corporativa, é fundamental que todas as ações sejam informadas, inclusive, em casos de cumprimento de normas da empresa ou leis.

Esse preceito é fundamental para que haja uma cultura de confiança entre cada área e para mostrar ao mercado como a companhia está comprometida em ser honesta com suas ações. Nesse sentido, é fundamental uma política de compartilhamento de informações entre os setores do negócio.

Responsabilidade corporativa

Nesse caso, estamos falando do equilíbrio entre as intenções de obter lucros e o potencial humano da empresa. Sendo assim, a governança corporativa é responsável por assegurar que a companhia tenha o que é necessário tanto em termos financeiros quanto em termos de produtividade.

Ela oferece maior inteligência financeira, além de garantir que as questões negativas externas — como problemas econômicos — não afetem o negócio, gerando capacidade de contornar ou até evitar crises.

Prestação de contas

Nos últimos anos, principalmente no Brasil, vimos como questões ligadas à corrupção podem ser terríveis para um negócio. Os escândalos de empresas com o governo mostram como a falta de cuidado com as contas para garantir processos financeiros mais honestos pode ser um fator bastante negativo.

Nesse sentido, um dos princípios da governança corporativa é justamente certificar que as questões financeiras estejam de acordo com as normas. Trazendo uma cultura de prestação de contas regular e clara.

Quais são as vantagens?

Já citamos o quanto a governança corporativa é fundamental para a harmonia de uma empresa, principalmente para evitar conflitos entre os diferentes setores e garantir maior honestidade nos processos. Porém, além disso, ela pode oferecer algumas vantagens como:

Visibilidade do mercado

Definitivamente, trazer a governança para a sua empresa é uma forma de garantir um melhor comando e organização dos processos. Além disso, ela proporciona uma visão de longo prazo em relação aos objetivos, evitando que as tomadas de decisões sejam equivocadas.

Facilidade para captar recursos

Ter capital para investir é um passo muito importante para qualquer negócio. Muitas empresas não conseguem atrair novos investidores e acabam estagnadas ou obsoletas.

Nesse sentido, ter um sistema de governança corporativa é uma forma de garantir que a sua companhia seja atrativa para outros investidores. Afinal, ela proporciona não só um maior controle, mas mostra externamente que a sua empresa está comprometida com o cumprimento de regras e processos honestos.

Prevenção de problemas

Com a necessidade de que tudo que acontece seja informado e que ocorra total transparência entre as ações, a chance de que alguma crise ocorra internamente é quase nula. Além disso, o controle e alinhamento para as tomadas de decisão garantem que, ao passar por uma crise externa, a empresa consiga sofrer pouco impacto.

Ao longo deste texto, falamos como a governança corporativa é um mecanismo fundamental para a sobrevivência e longevidade das empresas. Além, essa ferramenta pode ser crucial para que aquelas consolidadas resistam perante as crises e reduzam os conflitos de interesses entre gestão e sócios. Além disso, ela ajuda a atrair mais investidores e a sedimentar a posição da companhia no mercado.

Esperamos que esse texto tenha sido útil para explicar o quanto a governança corporativa é importante. Tem alguma sugestão? Ficou com alguma dúvida? Então, não esqueça de comentar!



Deixe uma resposta