Pagamento pelo Whatsapp: como vai funcionar, quais os riscos e vantagens?

Para muitos, o WhatsApp é apenas um aplicativo de troca de mensagens. Ele, é claro, ganha de muitas outras opções, inclusive o SMS, justamente por sua praticidade e capacidade de uso apenas pela internet. De fato, há 11 anos, quando ele foi criado, esse era o objetivo: tornar a comunicação mais fácil.

Porém, ao longo do tempo e com a internet se tornando cada vez mais uma possibilidade para pequenos e grandes empreendedores, as funcionalidades mudaram. Agora, não é incomum que vendas sejam realizadas por ele, inclusive, possibilitando que haja até pagamento pelo WhatsApp.

É isso mesmo, em junho deste ano, os responsáveis pelo app anunciaram uma nova funcionalidade que facilitará a vida de quem o utiliza como ferramenta de trabalho. Quer saber mais? Continue lendo que contaremos para você!

O que é o pagamento pelo WhatsApp?

A partir deste ano, o WhatsApp permitirá que os seus usuários brasileiros (em um primeiro momento) realizem transações financeiras por meio do aplicativo. Tanto contas simples quanto a do WhatsApp Business estão recebendo atualizações para disponibilizar essa função.

Os pagamentos acontecerão pela função chamada Facebook Pay — lembrando que os donos tanto do Facebook, quanto do Instagram também são o do WhatsApp. A ideia é que, no futuro, todos esses apps possam utilizar essa funcionalidade, por isso decidiram nomeá-lo dessa forma.

Como vai funcionar?

Para enviar ou receber dinheiro pelo aplicativo de mensagens, é necessário que o usuário cadastre seu cartão na função Facebook Pay. No momento da conversa, quando houver a necessidade de realizar a transação, a opção “pagamento” estará no menu de envio de imagens. O usuário deve clicar e colocar o valor sendo redirecionado para criar uma conta.

Saiba que é preciso criar uma senha de 6 dígitos, além de incluir o CPF e o número do cartão. Não é permitido qualquer cartão, é necessário que a bandeira seja de algum dos parceiros do sistema. Além disso, é preciso verificar com a instituição bancária. Ela enviará um SMS com um código de segurança contra cartões roubados.

As transações de pagamento realizadas no app serão isentas de taxa, porém, aqueles que recebem o dinheiro deverão pagar uma tarifa fixa de 3,99% cada vez que os clientes fizerem uma compra.

Quem pode usar?

No momento, só cartões de débito, ou aqueles que também têm a função de crédito, podem ser cadastrados. As bandeiras Visa e Mastecard vinculadas ao Banco Nubank, Sicredi e Banco do Brasil estão autorizadas no momento. A Cielo é a responsável por intermediar as operações. No entanto, a equipe do WhatsApp já informou que estão abertos para fazer novas parcerias. 

Lançado inicialmente só no Brasil, a função de pagamento só pode ser realizada pela moeda Real e com limite de R$ 1 mil a cada operação e R$ 5 mil mensais. Os usuários poderão fazer até 20 transações por dia. Agora, aqueles que têm uma conta na Cielo, têm o direito a pagamentos ilimitados.

Quais são os riscos dessa nova funcionalidade?

Por ser uma funcionalidade nova, é importante entender que alguns procedimentos de segurança não estão bem adaptados. Por exemplo, o Facebook Pay não é um sistema totalmente criptografado, já que os bancos precisam receber as informações das transações.

Outro risco é maior abertura para golpes, como aqueles em que o WhatsApp de um conhecido é hackeado e um golpista se passa por ele para pedir dinheiro.

Em relação à criptografia, a equipe do WhatsApp informou que tem um sistema de armazenamento de dados e criptografia que consegue capturar os números dos cartões. Essas informações seriam coletadas em uma rede separada.

Além disso, os próprios usuários recebem um código de confirmação, verificação e um PIN. A recomendação é que essas senhas não sejam repassadas para ninguém e que só o dono as utilize.

Também é importante salientar que, no momento, os pagamentos do WhatsApp estão sendo avaliados pelo Cade (Conselho Administrativo de Defesa Econômica). O órgão junto ao Banco Central suspendeu a parceria entre o Facebook e a Cielo, pois, acredita-se que a escolha de apenas uma empresa como intermediadora não proporciona um mercado mais competitivo. Também, o Bacen está preocupado com as condições de privacidade.

O Banco solicitou que a empresa junto às bandeiras da Visa, Mastecard, os emissores da Nubank, Banco do Brasil, Sicredi e a Cielo apresentassem um novo modelo para as transferências. Nele, o WhatsApp será uma espécie de provedor de serviços.

Quais são as vantagens do pagamento pelo WhatsApp para o setor de cobranças?

É evidente que, para quem utiliza a ferramenta para suas vendas, essa funcionalidade trará muitos benefícios. Contudo, para o setor de pagamentos, principalmente em caso de situações de inadimplência, em que é preciso entrar em contato com o consumidor, essa função pode trazer grandes resultados.

Primeiramente, destacamos que o setor poderá entrar em contato diretamente pelo aplicativo, fazer a cobrança pelo WhatsApp e disponibilizar a opção de pagar a dívida ali mesmo. Isso trará uma praticidade que se transformará a médio e longo prazo na recuperação da taxa de inadimplentes do negócio.

Além disso, o WhatsApp Business promete não só ter a função de pagamento, como também outras alternativas para facilitar a relação do vendedor e do comprador, como selo de confiabilidade, possibilidade de classificar as mensagens, programação de respostas e integração com chatbot, métricas e agendamento.

Mas o uso do pagamento deve ser feito com cuidado, principalmente para lidar com clientes inadimplentes. Mais que saber a localização de devedores e apenas colocar o valor da dívida na mensagem, é importante utilizar as estratégias de cobrança e ter noção de que por mais comercial que o WhatsApp esteja, ainda é um app pessoal para muitas pessoas e, muitos, não querem ser abordados.  

Por isso, destacamos a importância de procurar por uma empresa especializada em cobrança, como é o caso da Global. O trabalho especializado oferece a segurança para entrar em contato e atender o cliente inadimplente de uma forma em que ele não se sentirá ofendido. Ainda, proporcionar ferramentas de tecnologia de recuperação de crédito, como boletos, possibilidades de parcelas, lembretes de vencimento, entre outros.

Gostou do nosso conteúdo sobre pagamento pelo WhatsApp e quer conhecer mais o trabalho de cobrança da Global? Então, converse agora com um dos nossos colaboradores!



Deixe uma resposta