Negocie aqui

Problemas de fluxo de caixa? Aprenda como melhorar a saúde financeira do seu negócio!


Problemas de fluxo de caixa? Aprenda como melhorar a saúde financeira do seu negócio!

Quem empreende conhece bem os desafios impostos pela condução de um empreendimento. Entre outras coisas, isso envolve uma administração adequada de todos os recursos em caixa, algo fundamental para a saúde das contas da empresa. Por isso, é essencial reforçar a gestão financeira, que é o conjunto de ações que permite o controle adequado dessas atividades.

Assim, dentro de uma boa gestão, evitar problemas de fluxo de caixa é indispensável, embora nem sempre seja fácil. Portanto, para ajudá-lo nessa tarefa, apresentamos, neste conteúdo, algumas dicas do que pode ser feito para melhorar a saúde financeira do seu negócio e evitar uma série de problemas que podem prejudicar o crescimento da empresa.

O que é o fluxo de caixa?

É fácil entender o que é o fluxo de caixa, mesmo para quem não tem muita familiaridade com questões administrativas ou financeiras de uma empresa. Esse conceito serve para determinar todos os movimentos de entradas e saídas do caixa de um negócio. Ou seja, ele organiza e registra tudo aquilo que o empreendimento gasta e recebe em determinado período.

Em outras palavras, o fluxo de caixa é uma ferramenta de controle e gestão, que permite que o administrador consiga acessar informações básicas a respeito da condição financeira do negócio, como o saldo disponível naquele momento, quais foram os gastos realizados e quais as previsões de entrada e saídas para os próximos dias, semanas ou meses.

Ou seja, do mesmo modo que o controle do fluxo de caixa registra a venda feita à vista, ele também mantém o controle sobre os pagamentos feitos referentes aos salários dos colaboradores e aos impostos, bem como os pagamentos que serão recebidos a prazo nos próximos dias.

Com isso, o responsável pela administração consegue determinar se o saldo disponível após todas essas operações será suficiente para honrar todos os compromissos, gerar lucro e ainda permitir a expansão do empreendimento, dentro do planejamento previsto.

Qual a importância da gestão do fluxo de caixa para a empresa?

Sem a gestão precisa do fluxo de caixa, o responsável pelas contas do negócio pode ter uma visão equivocada a respeito do que acontece com o dinheiro que entra e sai diariamente, a cada nova movimentação, seja ela uma nova venda feita ou um valor pago. Dessa forma, podem ocorrer uma série de equívocos.

Um erro bastante comum é achar que há dinheiro sobrando diante de um aumento repentino das vendas, sem, contudo, olhar do outro lado e considerar o vencimento dos próximos compromissos. Dessa forma, o controle do fluxo de caixa é importante à medida que fornece uma série de informações valiosas para a gestão financeira adequada da empresa, garantindo a saúde financeira e a continuidade das atividades.

Com isso, o fluxo de caixa fornece embasamento para uma análise correta do momento financeiro da empresa e facilita todo o planejamento proposto, o que passa, obrigatoriamente por conhecer o faturamento obtido e as contas a serem pagas, entre outros componentes do orçamento de qualquer empresa.

Quais são os principais problemas de fluxo de caixa?

Não administrar o fluxo de caixa certamente trará problemas para o seu negócio, seja no curto, no médio ou no longo prazo. Diante disso, é importante saber quais as principais consequências dessa deficiência.

Desconhecer o destino do dinheiro

“Eu faço tudo direito, mas não sei para onde vai o dinheiro da minha empresa”. Essa é uma frase comum entre administradores, que deve servir de sinal de alerta para a identificação de problemas na organização apropriada do fluxo de caixa.

Logo, se você não sabe para onde está indo cada centavo do dinheiro e parece sempre que o negócio está sempre lutando para fechar as contas no azul, pode haver algo de errado na administração das contas.

Um bom fluxo de caixa possibilita que tudo seja controlado e analisado nos mínimos detalhes, permitindo ajustes, correções e revisões de processos, visando a otimização dos recursos disponíveis e um melhor gerenciamento de tudo o que entra.

Contas atrasadas

Descontrole acerca dos pagamentos que precisam ser honrados também é um sinal de que a gestão financeira está sendo insuficiente. Por mais que o faturamento esteja dentro do esperado, sem o planejamento adequado de todos os compromissos, pode faltar dinheiro para quitá-los em dia — o que é melhor evitar, já que pode onerar ainda mais o caixa graças aos juros cobrados por causa dos atrasos.

Falta de capital de giro

Fluxo de caixa e capital de giro têm relação direta. Enquanto o primeiro conceito engloba todo o caminho do dinheiro na estrutura administrava, o segundo termo diz respeito ao montante necessário para que a empresa mantenha suas atividades, como o pagamento de colaboradores e fornecedores.

Dessa forma, sem o controle correto do fluxo de caixa, o negócio pode ver ser capital de giro se esgotar e perder a capacidade até mesmo de manter o funcionamento daquilo que é essencial para a sua continuidade.

Como corrigir essas questões?

Se o seu fluxo de caixa está apresentando problema, é preciso se movimentar quanto antes para ajustá-lo. A boa notícia é que existem alguns passos úteis para contornar tal situação, conforme mostraremos nos tópicos abaixo.

Faça o diagnóstico

Para adotar qualquer medida, é necessário, antes, reavaliar todos os processos de gestão financeira. Com isso, torna-se possível saber o que está afetando o caixa do negócio e o que pode ser feito para implementar qualquer melhoria. Muitas vezes, os erros no fluxo de caixa são causados pela contabilização errada de valores pequenos, por exemplo.

Renegocie prazos com fornecedores

Tente sempre casar o pagamento dos seus fornecedores com o recebimento dos valores junto aos clientes. Esse cuidado evita que o caixa fique “descoberto”, fazendo com que as contas não fechem.

Ajuste seus preços

Definir o preço dos seus produtos ou serviços não é fácil. Qualquer erro pode comprometer a competitividade ou prejudicar o faturamento. Por isso, calcule com cuidado sua margem de lucro, seus custos e os demais itens que compõem os preços praticados.

Conte com o auxílio da tecnologia

Felizmente, a tecnologia está do lado de quem precisa organizar o fluxo de caixa de forma precisa. Existem diversos programas no mercado que organizam receitas, despesas e os demais itens do fluxo de caixa, de forma ágil e automatizada, o que libera tempo para outras tarefas da rotina de administração.

Toda ação para resolver problemas de fluxo de caixa deve ser feita de forma integrada, sempre visualizando a questão de forma ampla e com revisões contínuas, para que os obstáculos contornados não voltem a atrapalhar os bons resultados da gestão financeira alcançados. Com isso, a administração da empresa só tem a ganhar.

E você? Como faz para manter o fluxo de caixa em dia? Conte-nos nos comentários.