Conheça as tendências tecnológicas para o mercado corporativo

Já parou para pensar que os computadores e a internet, hoje amplamente presentes em qualquer empresa, já foram tecnologias inovadoras para o ambiente corporativo? O mesmo também vale para o fax, por exemplo, que depois de anos de utilização se tornou uma peça exótica na maioria dos locais de trabalho.

Mas atualmente quais são as tendências tecnológicas que mais chamam a atenção e prometem ganhar espaço nos próximos anos? Listamos neste post aquelas nas quais você deve ficar atento. Boa leitura!

Inteligência artificial

A inteligência artificial aparece com muita frequência em filmes de ficção científica. Aos poucos, ela está saindo das telas e passando a fazer parte do ambiente corporativo de muitas empresas. Obviamente ela não é igual à inteligência artificial dos filmes, porém, ainda sim, muitas soluções podem ser obtidas a partir dessa inovação.

É bem provável que você já tenha se deparado ou mesmo feito uso de sistemas de inteligência artificial, ainda que de forma simples: ajuda na hora de escrever um e-mail, conversas com chats automáticos de atendimento ou assistentes virtuais comandados por voz são apenas alguns dos empregos já razoavelmente disseminados dessa tecnologia.

Em um futuro próximo, é esperado que a tecnologia artificial seja empregada para tornar possível a integração de recursos e dados e otimizar o acesso a eles, além de servir como suporte para tomada de decisões mais efetivas por parte dos gestores ou mesmo sem que haja necessidade de intervenção deles.

Internet das Coisas

A Internet das Coisas também é conhecida pela sigla IoT, do inglês Internet of Things. Ela designa a tendência de termos cada vez mais aparelhos com sensores dos mais diversos conectados à internet, enviando e recebendo informações em tempo real sobre a sua atividade.

E esses dispositivos vão além dos que estamos acostumados. Não só celulares, tablets e computadores estarão ligados à rede. Máquinas, carros, equipamentos de logística, lâmpadas e até mesmo geladeiras poderão ter a capacidade de enviar e receber informações pela internet.

Essa tendência pode colaborar tanto na coleta e acesso às informações sobre a performance de determinado equipamento quanto na melhor gestão dos recursos disponíveis, o que gera economia.

Blockchain

O Blockchain é parte da tecnologia por trás do Bitcoin, moeda virtual que ficou famosa nos últimos anos devido à exponencial valorização da sua cotação. No mercado corporativo, essa tendência será útil para otimizar a gestão de grande volume de dados, com mais transparência, segurança e confiança.

Para os não iniciados no assunto pode ser complicado entender o que é e como funciona o Blockchain. Todavia, de forma resumida, ele pode ser definido como um sistema que permite o rastreio e controle de informações enviadas e recebidas pela internet.

O nome Blockchain, termo em inglês para “corrente ou cadeia de blocos”, ajuda bastante a entender como essa tecnologia funciona. Vamos utilizar o Bitcoin para um exemplo simples: na moeda virtual, toda transação vira um bloco, cuja autenticidade é verificada por uma sequência de números, que atua como uma espécie de impressão digital.

A cada nova transação, um novo bloco com sua respectiva impressão digital é gerado. Contudo, a grande diferença está no detalhe de que esse novo código de autenticidade é composto pela soma do conteúdo do bloco que está sendo criado com a do bloco anterior, formando, assim, a tal cadeia de blocos do nome.

Dessa forma, o Bitcoin consegue combinar segurança e privacidade, já que é muito difícil violar as informações contidas em cada bloco e todos os usuários de uma cadeia podem certificar a veracidade das transações. Tanto que, em alguns lugares, o Blockchain recebe o nome de “protocolo de confiança”.

O potencial da utilização do Blockchain chama a atenção principalmente do setor financeiro, que pode empregá-lo para incrementar a confiabilidade das transações monetárias feitas por seus clientes.

Contudo, empresas de outros ramos também podem aproveitar, utilizando os blocos em cadeia para aumentar a integridade de dados sensíveis, reduzindo a exposição dessas informações ao risco.

Big Data

O Big data ganha força a partir do momento em que o volume de informações gerado por praticamente qualquer atividade humana não para de crescer. De todo modo, sem a coleta, o tratamento e a análise adequada não é possível tirar nenhum proveito dessa grande montanha de dados, que só aumenta a cada segundo.

Em uma empresa que conte com técnicas bem-planejadas para as análises desses dados — estruturados (aqueles que contêm alguma organização lógica) ou não —, conseguem obter informações muito relevantes sobre sua atuação, orientado com bastante eficiência decisões futuras.

É possível, por exemplo, por meio da coleta e da análise desse grande volume de dados, antecipar quais tendências estarão em alta entre os consumidores nos próximos meses, bem como traçar estratégias personalizadas de acordo com os perfis dos seus clientes.

Além disso, os dados podem servir como base para a orientação e melhoria de processos vitais para o bom andamento da empresa, o que também ajuda na otimização dos recursos disponíveis.

Automação

A combinação entre inteligência artifical, Internet das Coisas, Big Data, entre outras tecnologias não mencionadas neste post só reforça outra tendência incontornável para o ambiente corporativo: a automação, que tem a capacidade de reformular substancialmente a maneira como a maioria dos processos da empresa acontece.

Com ela, atividades que hoje dependem da intervenção humana podem ser realizadas parcialmente ou totalmente por máquinas, que fazem isso com maior eficiência e menor chance de erros.

Nesse cenário, os funcionários antes alocados em tarefas muitas vezes repetitivas e extenuantes ficam liberados para desenvolver seus talentos em outras áreas, onde sua capacidade analítica e criatividade certamente serão melhor aproveitadas.

Além da minimização dos erros que exigem retrabalho para serem corrigidos e podem gerar prejuízos, a automação também ajuda na economia de recursos e confere um diferencial competitivo ao seu negócio diante da concorrência.

Ao longo deste texto, foram apontadas algumas tendências tecnológicas que prometem impactos promissores para diversas dimensões do mercado corporativo. Agora, atente ao seu desenvolvimento para tirar proveito delas e sair na frente da concorrência.

Se você gostou das dicas deste post, entre em contato com a Global. Contamos com as melhores soluções para que você atinja os resultados esperados no setor de cobrança!



Deixe uma resposta